Ministro do Turismo de Bolsonaro é exonerado do cargo

Por - 6 de fevereiro de 2019 - 09:45

Onyx Lorenzoni disse que Álvaro Antônio retornará ao posto após assumir o mandato de deputado; ele é suspeito de usar “laranjas” para conseguir verbas públicas

Ministro do Turismo de Bolsonaro é exonerado do cargo

O presidente Jair Bolsonaro exonerou Marcelo Álvaro Antônio do cargo de ministro do Turismo, conforme publicação no Diário Oficial da União na madrugada desta quarta-feira (6).

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse, no entanto, que ele retornará ao posto após assumir o mandato de deputado federal. “É para tomar posse como deputado. Ele volta após as formalidades da Câmara dos Deputados”, afirmou.

Suspeitas

De acordo com matéria da Folha de S. Paulo, Álvaro Antônio teria usado candidatas “laranjas”, nas últimas eleições, para conseguir verbas públicas de campanha.

Ainda segundo o jornal, quatro candidatas à Câmara Federal pelo Estado de Minas Gerais obtiveram, juntas, pouco mais de 2 mil votos. No entanto, receberam do PSL, partido ao qual são filiadas, R$ 279 mil para serem usados na campanha. Apesar da votação insignificante, elas estão entre os 20 candidatos do partido que mais conseguiram dinheiro público em todo o Brasil.

Movimentações nas contas de Lilian Bernardino (196 votos), Mila Fernandes (334 votos), Débora Gomes (885 votos) e Naftali Tamar (669 votos) levantaram suspeitas quanto à possibilidade de elas terem sido usadas como “laranjas” pelo deputado federal mais votado do Estado e escolhido ministro do Turismo de Jair Bolsonaro, Marcelo Álvaro Antônio (PSL). É ele quem também comanda a legenda em Minas.

Fonte:https://www.noticiasaominuto.com.br/politica/886026/ministro-do-turismo-de-bolsonaro-e-exonerado-do-cargo?fbclid=IwAR2WYYBh1LS6RENDHQwyOV-uhB-NbITauy_k8gGFocuNtkwjVVQHcklK9OY

Notícias relacionadas