Moradores reclamam do abandono do bairro Cristo Rei

Por - 11 de dezembro de 2018 - 09:57

O bairro está entregue à própria sorte e também aos ratos e baratas.

Moradores reclamam do abandono do bairro Cristo Rei

 

Os moradores do Bairro Cristo Rei, localizado na Zona Leste de Cajazeiras estão vivendo dias de suplício. Ocorre que um esgoto à céu aberto, mais precisamente situado na Rua Júlio Pajeú tem tirado o sossego daquela comunidade. Na manhã de hoje uma denúncia foi recebida pela Redação do Farol do Sertão e inclusive está viralizada nos grupos de WhatsApp dando conta que o s cuidados com o saneamento básico simplesmente não existem naquele bairro.

Pouco há que se dizer diante de uma gestão que é notória e publicamente conhecida como a gestão dos desmandos, da inoperância, do descaso para com as demandas mais urgentes da população, sobretudo daquelas que interferem na qualidade de vida das pessoas.

Segundo a denúncia feita por um dos moradores do bairro, o problema já é recorrente e já está deste modo há pelo menos uma semana. Ainda é dito pelo morador que até o presente momento, não há qualquer interesse demonstrado pelos vereadores que representam as pessoas daquela comunidade  (legítimos representantes do povo)  em tentar solucionar o grave problema, nem a menor iniciativa destes em sequer procurar o poder público municipal com o intuito de mediar o diálogo entre a gestão a comunidade atingida pelo problema, para que uma solução efetiva seja dada ao caso.

VEJA, CARO LEITOR (INTERNAUTA) AS IMAGENS FALAM POR SI SÓ!

O acesso ao saneamento básico, em especial aos serviços de coleta e tratamento de esgoto, é urgente para que seja diminuído o número de internações por diarreia no país e neste caso específico em Cajazeiras. O saneamento ajuda também a melhorar a qualidade de vida da população e diminui os gastos com internações.

O gestor público municipal é (por dever legal e moral)  o principal responsável pela manutenção do saneamento básico  para a população; cabe ao prefeito a iniciativa (e o dever) de colocar a coleta e o tratamento dos esgotos como prioridade em seu mandato.

Contudo, sabemos que igualmente ao que tem se visto em todos os âmbitos da gestão, se conclui que os investimentos em saneamento estão emperrados porque se percebe claramente que falta planejamento e gestão por parte da administração municipal.

Fica o registro e o consequente compromisso de continuar veiculando (sem nenhum temor) as denúncias chegadas, com a finalidade de que a prática do bem coletivo seja uma constante em nosso município. Sem fake news, com a credibilidade de trazer a informação ( e a opinião) com a veracidade que os fatos carregam em si.

Da Redação.

 

 

Notícias relacionadas