Após greve dos caminhoneiros, paraibano analfabeto cria moto movida a água

Por - 3 de novembro de 2018 - 10:10

Sandro Alves, de 37 anos, nasceu com uma deficiência que compromete a fala. Ele diz que resolveu criar o sistema para fazer a moto funcionar com água após a greve dos caminhoneiros, em maio deste ano.

Após greve dos caminhoneiros, paraibano analfabeto cria moto movida a água

Sandro Alves, conhecido como 'inventor' em Alagoa Nova, no Agreste da Paraíba, diz que moto faz 1000 km com apenas 1 litro de água — Foto: Érica Ribeiro/G1

Sandro Alves, conhecido como ‘inventor’ em Alagoa Nova, no Agreste da Paraíba, diz que moto faz 1000 km com apenas 1 litro de água — Foto: Érica Ribeiro/G1

“Sandro das antenas” ou “da moto movida a água”. É assim que o paraibano Sandro Alves de Oliveira, de 37 anos, é conhecido pelos moradores da cidade de Alagoa Nova, no Agreste da Paraíba, depois que inventou um sistema que faz com que a motocicleta dele seja movida a água.

Sandro diz que resolveu criar o sistema para fazer a moto funcionar com água após a greve dos caminhoneiros na Paraíba, em maio deste ano. “Com a falta de gasolina naquele tempo e com o alto preço do combustível, decidi criar esse sistema com água para economizar”, explica ele.

Segundo o inventor, a moto faz 1.000 km com apenas 1 litro de água. “Eu comecei a desenvolver uns negócios aqui dentro de casa. Fiz uma célula de hidrogênio, coloquei uma bateria, um produto dentro da água e a moto explodiu, consigo andar na cidade toda com ela”, revela.

O sistema acontece através de um reator de alumínio, em que as moléculas de hidrogênio se tornam o combustível para a moto. Questionado sobre os experimentos serem perigosos, Sandro diz que fez o projeto com muito cuidado.

Sandro diz que resolveu criar o sistema para fazer a moto funcionar com água após a greve dos caminhoneiros na Paraíba, em maio deste ano — Foto: Érica Ribeiro/G1

 

“Não é perigoso quando a gente sabe exatamente a quantidade de produto que precisa ser colocado junto com a água, eu fiz direitinho e deu certo”, explica.

Notícias relacionadas