João Azevêdo garante R$ 50 milhões em emendas para aumento de leitos de UTI

Por - 1 de novembro de 2018 - 12:39

Os recursos na área de saúde serão investidos no aumento do número de leitos em UTI e na ampliação do serviço de alta complexidade nas maternidades.

João Azevêdo garante R$ 50 milhões em emendas para aumento de leitos de UTI

João reafirmou ainda que uma das primeiras medidas a serem tomadas no seu governo será baixar a conta de luz para milhares de famílias (Foto: Reprodução)

João reafirmou ainda que uma das primeiras medidas a serem tomadas no seu governo será baixar a conta de luz para milhares de famílias (Foto: Reprodução)

O governador eleito da Paraíba, João Azevêdo, esteve em reunião com a bancada paraibana na última terça-feira (30) e definiu em conjunto a destinação de emendas de R$ 50 milhões para a saúde e de R$ 9 milhões para a construção de uma nova sede do Instituto de Polícia Científica (IPC) em João Pessoa.

O aporte de R$ 50 milhões para a área de saúde será destinado à ampliação e reformas de hospitais. Os recursos serão investidos no aumento do número de leitos em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e na ampliação do serviço de alta complexidade nas maternidades.

“Ficou definido ainda que serão destinados R$ 9 milhões para a construção de uma nova sede do Instituto de Polícia Científica (IPC) em João Pessoa”, adiantou João Azevêdo.

O governador eleito contou que em Brasília esteve ainda no Ministério da Integração, onde ouviu o compromisso da liberação de mais uma etapa de recursos para a obra do Canal Acauã/Araçagi, e contribuiu para tirar dúvidas sobre o projeto de revitalização da barreira do Cabo Branco. Ele revelou que o Governo do Estado, inclusive, vai ceder alguns técnicos para auxiliar o ministério na formatação do projeto.

João reafirmou ainda que uma das primeiras medidas a serem tomadas no seu governo será baixar a conta de luz para milhares de famílias, com o aumento da faixa de isenção do imposto estadual para quem consume até 90 kW. “Junto com o aumento do 13º do Bolsa Família (abono natalino para beneficiários do programa social) vamos fazer transferência de renda. Esse dinheiro que iria pagar a energia mais cara, vai virar consumo”, enfatizou.

FONTE: CLICKPB.

Notícias relacionadas