Após afastamento de prefeito, vice assume cargo em Patos, na Paraíba

Por - 15 de agosto de 2018 - 10:13

Justiça determinou afastamento do prefeito por comandar organização criminosa. Cerimônia de posse do vice aconteceu nesta quarta (15).

Após afastamento de prefeito, vice assume cargo em Patos, na Paraíba

Cerimônia de posse do novo prefeito de Patos aconteceu na manhã desta quarta (15) (Foto: Rafaela Gomes/TV Paraíba).

Cerimônia de posse do novo prefeito de Patos aconteceu na manhã desta quarta (15) (Foto: Rafaela Gomes/TV Paraíba).

Após afastamento do ex-prefeito da cidade de Patos, Dinaldo Medeiros Wanderley Filho, pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) na terça-feira (14), o atual vice-prefeito Bonifácio Rocha (PPS) assumiu o cargo de gestor do município no Sertão da Paraíba. A cerimônia de posse aconteceu às 8h desta quarta-feira (15), na Câmara Municipal.

A cerimônia para a nova gestão foi realizada após vereadores receberem, ainda na noite da terça, um ofício determinando a “posse imediata” do novo prefeito. “Ou se muda a política ou não se mudam os costumes”, afirmou o novo prefeito durante a posse.

Ex-prefeito afastado e mais 12 pessoas denunciadas

O ex-prefeito foi afastado do cargo e outras 12 pessoas foram denunciadas após a operação “Cidade Luz”, deflagrada no dia 2 de agosto e comandada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), que investiga fraudes em contratos de iluminação pública na cidade do Sertão paraibano.

A Justiça também determinou o comparecimento a todos os atos processuais para os quais forem convocados, proibição de acesso ou frequência à sede da Prefeitura de Patos, secretarias e à Comissão Permanente de Licitação e proibição de se ausentarem do Estado sem autorização do juiz-relator.

A denúncia protocolada no Tribunal de Justiça detalha a atuação de um esquema criminoso. Os integrantes do grupo estão sendo processados por crimes de organização criminosa, corrupção ativa e passiva, desvio de recursos públicos, fraude em licitação e lavagem de capitais.

Investigação

A investigação mostrou que a organização criminosa desviou R$ 739 mil de contratos firmados com a Prefeitura de Patos, no valor R$13 milhões. Segundo o Ministério Público, no período que antecedeu às eleições de 2016, o então candidato “Dinaldinho” organizou um esquema criminoso com duas empresas prestadoras de serviço de iluminação pública. O município manteve contratos com as organizações a partir de 2017.

O esquema foi divido entre os núcleos político, econômico, de licitações e de lavagens de capitais. De acordo com a denúncia, o “núcleo político” era formado pelo prefeito Dinaldo Medeiros Wanderley Filho, pelo chefe de gabite da prefeitura Múcio Sátyro Filho e mais três pessoas.

Fonte:https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2018/08/15/apos-afastamento-de-prefeito-vice-assume-cargo-em-patos-na-paraiba.ghtml

 

Notícias relacionadas