Seguranças retiram do STF grupo que iniciou greve de fome pela libertação de Lula

Por - 1 de agosto de 2018 - 09:38

Seguranças retiram do STF grupo que iniciou greve de fome pela libertação de Lula

Um grupo de seis pessoas deu início na tarde desta terça-feira, 31, a uma greve de fome pela libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso na Operação Lava Jato. O ato, que durou 50 minutos, teve início às 16 horas em frente à sede do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília. Formando um cordão, a equipe de seguranças da Corte forçou a saída do grupo do local com empurrões.

Três grevistas caíram da escada que dá acesso ao Salão Branco da Corte, área externa do prédio usada para a passagem dos ministros quando chegam às sessões plenárias. Procurada, a assessoria de imprensa da Corte não retornou os questionamentos da reportagem sobre a retirada dos grevistas.

Integram a greve de fome integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e da Central dos Movimentos Populares (CMP). De acordo com os coordenadores dos movimentos, os protestos vão ocorrer em Brasília, na frente da sede da Corte, e abrem uma série de atos que reivindicam a candidatura do petista, preso em Curitiba desde 7 de abril.

Fonte:https://istoe.com.br/segurancas-retiram-do-stf-grupo-que-iniciou-greve-de-fome-pela-libertacao-de-lula/#

Notícias relacionadas