Em resposta, Carlos Antônio diz :”Ze Aldemir foi o maior assaltante de verbas públicas na ALPB!”

Por - 3 de julho de 2018 - 11:56

Segundo Dr. Carlos, “Zé Aldemir, foi o maior assaltante de verbas públicas que a Assembleia Legislativa já viu figurar em suas bancadas!”

Em resposta, Carlos Antônio diz :”Ze Aldemir foi o maior assaltante de verbas públicas na ALPB!”

A Redação do Farol do Sertão, esteve em contato com o ex-prefeito de Cajazeiras, o líder político da oposição, o médico Carlos Antônio, a fim de questioná-lo acerca das últimas declarações prestadas a um site local pelo atual prefeito José Aldemir, o qual em pronunciamento, teria afirmado que as gestões passadas (sobretudo aquelas que hoje lhe fazem oposição ferrenha) só se imbuíam do propósito de “se locupletar e roubar dinheiro público”.

Com base nestas acusações, sabendo –se destinatário principal das tais ofensas proferidas pelo prefeito, o líder oposicionista da Carlos Antônio (DEM) deu a reposta à altura, retrucando que Zé Aldemir, foi o maior assaltante de verbas públicas que a Assembleia Legislativa da Paraíba, já viu figurar em suas bancadas.

Referindo-se principalmente neste contexto, ao desvio de verbas da VIAP, assunto que se tornou polêmico e de conhecimento público nos idos de 2016 e que voltou à baila já este ano, tendo sido amplamente divulgado pela imprensa de todo o estado por envolver funcionários e empresas fantasmas, além da locação de imóveis apenas com o intuito de desviar verbas públicas.

Foram apuradas as realizações de gastos pessoais feitos pelo Sr. Prefeito Zé Aldemir (à época Deputado Estadual) com locação de veículo de luxo para um Assessor Parlamentar, bem como da locação de um imóvel para fins lucrativos e pessoais do ex-deputado, onde funcionava uma Imobiliária fantasma, com despesas de aluguel forjadas através de notas frias, para justificar falaciosamente que o referido imóvel havia sido alugado para servir de apoio institucional às demandas de seu gabinete.

Ainda sobre a VIAP (Verba Indenizatória de Apoio Parlamentar), relembrou o ex-prefeito Carlos Antônio, que é de conhecimento público, o fato de que as irregulares e os desvios de recursos apontavam para a presença maciça do nome do atual Prefeito Constitucional de Cajazeiras e ex-deputado estadual José Aldemir Meireles. “De roubar dinheiro público,   o prefeito Zé Aldemir entende muito bem, é especialista, frisou Carlos Antônio! Disse que ainda que quando parlamentar, Zé Aldemir,  montou a maior estrutura para esta finalidade no âmbito na Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba; inclusive quando o seu irmão esteve prefeito na cidade de São João do Rio do Peixe, José Aldeir Meireles, foi montada uma outra estrutura para desviar recursos púbicos  (tendo sido condenado à prisão) com a única finalidade de beneficiar e favorecer o irmão que à época, era candidato à deputado federal.

Para relembrar! No documento apresentado pelos auditores do TCE-PB, em perícia realizada in loco àquela época, foram constatadas irregularidades referentes à gastos da VIAP, inclusive com a locação de imóvel para finalidades pessoais, custeada com os recursos públicos.

VEJA A ÍNTEGRA DO DOCUMENTO OFICIAL DO TCE-PB, CONTENDO O RESULTADO DO QUE FOI APURADO NAS INVESTIGAÇÕES DAQUELA ÉPOCA E RELEMBRE O CASO!

Deste modo, sustentou Carlos Antônio, o Sr. Prefeito não dispõe exatamente de imaculada idoneidade moral em suas ações, tanto pregressas quanto atuais e nem tampouco a tão falada “ficha limpa” que diz possuir, posto que é também alvo de investigações acerca de atitudes fraudulentas e duvidosas e que indicam o surrupio vergonhso do erário público.

O atual prefeito, este mesmo que toma para si a adoção de uma conduta que prioriza a moral e os bons costumes, é também alvo de outras investigações por parte do MPE-PB, à exemplo do Inquéritos Civis Públicos, recentemente instaurados pelo MPE-PB, para apurar supostas fraudes (uma havida na saúde juntamente com a sua esposa e ex-secretária de Saúde deste município, Dra. Paula Francinete) e outras em relação à irregularidades quanto ao processo licitatório para a aquisição de transportes. Sobre estes inquéritos, se tem notícias de que as investigações avançam vertiginosamente.

Da Redação.

Notícias relacionadas