Greve geral na Argentina paralisa serviços no país e afeta voos no Brasil

Por - 25 de junho de 2018 - 10:44

Transporte público deve ser o mais afetado. Para o governo, os motivos do protesto são políticos.

Greve geral na Argentina paralisa serviços no país e afeta voos no Brasil

Créditos: imagem ilustrativa da internet.

Créditos: imagem ilustrativa da internet.

A greve geral que começou à 0h desta segunda-feira (25) na Argentina afeta serviços como transportes, escolas, coleta de lixo e postos de gasolina no país e reflete nos voos que partem do Brasil para lá e vice-versa.

É a 3ª greve geral contra a política econômica do governo de Mauricio Macri. Para o governo, a paralisação é política.

Os organizadores do protesto calculam que pelo menos 1 milhão de trabalhadores devem aderir à greve, convocada pela peronista Confederação Geral do Trabalho (CGT), que agrupa os principais sindicatos da Argentina.

 

Painel mostra voos para Buenos Aires cancelados no aeroporto de Guarulhos (Foto: Abraão Cruz/TV Globo )

Serviços afetados

Os metrobus das grandes cidades da Argentina (carros especiais para o transporte público urbano) permanecem desertos desde meia-noite e circulam apenas táxis pelas ruas.

A circulação de caminhões é quase inexistente, de acordo com a agência Efe. Em Buenos Aires, também não funciona o trem de mercadorias que liga os setores do porto.

Os portos e aeroportos, as estações e linhas de ferrovia, as entidades bancárias, os escritórios, hospitais (exceto urgências) e escolas públicas, os serviços de coleta de lixo e postos de gasolina também serão afetados pela greve.

Voos no Brasil

A greve causou efeitos para os passageiros de companhias aéreas do Brasil. Há voos cancelados em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Curitiba, Porto Alegre e Brasília.

Veja a situação em cada capital:

A Gol informou que todos os voos operados pela companhia de e para a Argentina nesta segunda-feira foram cancelados, e que foram criados novos voos para atender a demanda. A Gol disse ainda que abriu 9 voos extras entre os dias 24 e 26 de junho para acomodar os passageiros.

Os passageiros impactados poderão procurar a companhia para remarcar as viagens, sem a cobrança de taxas e de acordo com a disponibilidade. Ou ainda, solicitar reembolso ou crédito integral de suas passagens, pelos canais de atendimento: site (www.voegol.com.br), aplicativo ou pelo telefone da Central de Atendimento 0300 115 2121 e 0800 704 0465.

A Latam Airlines informa que cancelou todos os voos domésticos e internacionais operados de e para os aeroportos da Argentina.

Todos os passageiros que desejarem, podem optar por uma das seguintes alternativas:

  • Alterações de data /voo (mesma origem-destino): os passageiros que queiram alterar a data/voo sem multas ou diferenças tarifárias (pode ser ida e volta simultaneamente) podem fazê-lo para até 15 dias após a data original;
  • Mudança de rota: uma mudança de rota sem multas, sujeita às diferenças tarifárias aplicáveis;
  • Reembolso: solicitar o reembolso do bilhete não utilizado sem a cobrança de multas.

A companhia recomenda aos passageiros que compraram bilhetes para voar nesta segunda que reprogramem os seus voos antecipadamente. Neste link é possível acessar a reprogramação do voo. Ou ainda comunicar-se com a central de atendimento da Latam Airlines em 0810-9999-526 (na Argentina), para 4002-5700 (nas capitais brasileiras) ou 0300-570- 5700 (nas demais localidades do Brasil).

A Azul cancelou 6 voos de ou para Buenos Aires. São eles:

  • AD8762 – Belo Horizonte/Buenos Aires (24/6)
  • AD8763 – Buenos Aires/Belo Horizonte (25/6)
  • AD8760 – Belo Horizonte/Buenos Aires (25/6)
  • AD8761 – Buenos Aires/Belo Horizonte (25/6)
  • AD8734- Navegantes/Buenos Aires (25/6)
  • AD8735 – Buenos Aires/Navegantes (25/6)

Os clientes foram acomodados em outros voos da própria empresa. A Azul disse que atenderá os passageiros nos telefones 4003-1118 (capitais e regiões metropolitanas), 0800-887-1118 (demais localidades) e +54 11 5984-5178.

Notícias relacionadas