Eita! Ministério Público não dá trégua e instaura novo Inquérito Civil contra o prefeito Zé Aldemir e Tatico!

Por - 13 de junho de 2018 - 22:20

Desta vez o prefeito José Aldemir está sendo investigado pela prática ilícita de manter funcionário fantasma e com super salário, na folha de pessoal.

Eita! Ministério Público não dá trégua e instaura novo Inquérito Civil contra o prefeito Zé Aldemir e Tatico!

Os desmandos desta gestão atual que decide os destinos de nossa cidade não tem refreamento. Outra denúncia acatada contra o prefeito municipal veio a público e chegou com exclusividade à Redação do Farol do Sertão, na tarde desta quarta-feira, dia 13/06/2018.

Contudo, o Ministério Público da Paraíba, tem se mostrado implacável na apuração das denúncias feitas contra o atual prefeito de Cajazeiras!

Desta feita, trata-se do super salário que indica supostamente receber o radialista Francisco Alves da Silva”, parafraseando expressões da Representante do Ministério Público em Cajazeiras, a Promotora de Justiça Sarah Araújo Viana de Lucena (4º Promotor de Justiça da Promotoria Cumulativa de Cajazeiras).

No entanto, caro internauta as suposições da Promotora não são destituídas de sentido, o Sr. Francisco Alves da Silva, popularmente conhecido pela alcunha de “Tatico”, investigado neste dito Inquérito Civil, juntamente com o digníssimo prefeito de Cajazeiras, recebe sim um super salário; bem acima do teto máximo permitido para o cargo de ouvidor que ocupa neste município.

O Servidor Público Municipal, Comissionado da gestão de Zé, recebe de fato um salário da monta de R$ 3.431,00 (três mil e quatrocentos e trinta e um reais) conforme consta nos dados contidos no site do TCE-PB (Portal SAGRES), apurados por esta Redação.

Em verdade, o amparo legal para o pagamento do salário devido ao servidor Francisco Alves da Silva, vulgo Tatico, conhecido locutor de rádio da cidade, que esteve à frente das locuções feitas na campanha eleitoral para as eleições municipais, havidas no idos de 2016, seria de apenas R$ 800,00, se tomado a termo o fiel cumprimento da Lei Municipal n° Lei nº: 1.976/2011, que dispõe sobre a reorganização e reestruturação das secretarias do município de Cajazeiras/PB.

Veja íntegra do despacho proferido ontem( dia 12/06/2018), que trata sobre a instauração do Inquérito Civil em desfavor do prefeito José Aldemir e do servidor público Francisco Alves da Silva(Tatico)!

Confiram no print abaixo, a verdade indubitável das informações aqui veiculadas!

 

O alto reajuste acima deste valor que corresponde ao teto máximo permitido pela legislação municipal é justamente o ponto que indica o ato de ilegalidade cometido pelo prefeito constitucional de Cajazeiras.

Estamos atentos, e somos francos em advertir que não nos intimidarão e nem tampouco calarão a nossa voz que ecoa das ruas, porque ao povo é delegado o direito de ter o efetivo conhecimento dos bastidores da administração pública, que ao contrário, deseja continuar varrendo a sujeira para debaixo do tapete.

Da Redação.

Notícias relacionadas