Ministério Público denuncia ações ilícitas do prefeito Zé Aldemir e da ex-Secretária de Saúde Dra. Paula!

Por - 12 de junho de 2018 - 18:08

Ministério Púbico instaura Inquérito Civil para apurar supostas ações ilícitas do prefeito Zé Aldemir e da ex-Secretária de Saúde, Dra. Paula!

Ministério Público denuncia ações ilícitas do prefeito Zé Aldemir e da ex-Secretária de Saúde Dra. Paula!

O Ministério Púbico da Paraíba, através da promotora de Justiça, Dra. Sarah Araújo Viana de Lucena, proferiu na tarde de ontem, um despacho de instauração do Inquérito Civil Público, no qual foram noticiados e serão investigados o Sr. Prefeito José Aldemir e Ex-Secretária de Saúde e pré-candidata à deputada estadual, Dra. Paula, acerca de supostas irregularidades cometidas em procedimentos de pagamento de um procedimento cirúrgico, da monta de R$ 44.794,80 (quarenta e quatro mil, setecentos e noventa e quatro reais e oitenta centavos), autorizado e custeado pela Secretaria Municipal de Saúde do Município de Cajazeiras, através da atual gestão, em favor de um professor da UFCG, realizado pela Empresa Clínica Dom Rodrigues Ltda., localizada na capital João Pessoa, sem que houvesse a realização de qualquer procedimento licitatório que antecedesse o fato.

No despacho, A Promotora, acatou denúncia feita contra o prefeito e sua esposa, com o intuito de apurar as supostas irregularidades cometidas neste caso, as quais se comprovadas nos autos do procedimento adotado, configurariam crime de Improbidade Administrativa, ação delitiva que poderá em última análise, culminar com a perda do mandado eletivo do Prefeito Constitucional de Cajazeiras

Neste contexto, o fato que causou grande estranheza a toda à população e certamente deve ter chamado a atenção do Ministério Público é que a contração do referido serviço não se justifica, pelo simples fato de haver, na vizinha cidade de Sousa, situada à uma distância aproximada de apenas 46KM de Cajazeiras, Clínicas com suporte necessário para que fossem realizados os tais procedimentos.

Outrossim, se atém a investigar o Ministério Público, o fato obscuro de tudo ter sido feito à toque de caixa e às escondidas sem o lançamento de um edital para que fosse feito o processo licitatório, já que se tratou neste caso da utilização de recursos públicos.

Estaremos atentos às cenas dos próximos capítulos desta novela por ser de domínio público e de interesse da população que não aceita mais ser vitimada pelos engodos desta desastrosa administração municipal.

Veja a íntegra do Despacho, com data de 11/06/2018!

file:///C:/Users/12/Downloads/038.2018.001224-Portaria_despacho%20de%20instaura%C3%A7%C3%A3o-2018-0000287014.pdf

Da Redação.

 

Notícias relacionadas