Foco de besouro transmissor da doença de Chagas se alastra pelo centro de Cajazeiras!

Por - 21 de maio de 2018 - 20:05

Os besouros se concentram no centro, mas já podem estar proliferados por outras áreas!

Foco de besouro transmissor da doença de Chagas se alastra pelo centro de Cajazeiras!

 

Na manhã de hoje, uma denúncia chegou à Redação do Farol do Sertão, informando acerca de uma verdadeira proliferação de barbeiros – besouro que transmite a Doença de Chagas – que estão presentes no centro da cidade.

O foco dos barbeiros vem sendo visto invadindo a Rua Joaquim Costa, localizada no Centro da Cidade, mais precisamente na parede lateral da LGF Curso Preparatório para Concursos – coincidentemente próximo à uma Unidade de Saúde Pública Municipal (CAPS –AD) –   fato gravíssimo que pode inclusive acarretar em um risco para a integridade física dos pacientes que lá frequentam e que demonstra o total descaso da edilidade municipal para com a Saúde Pública da população em completo abandono!

A população está apreensiva com a presença maciça dos besouros naquela área, que também se localiza nas proximidades da antena da OI, conforme se pode observar nas imagens a seguir!

Em qualquer momento se pode ver os besouros se aglomerando em grande quantidade em constante processo de reprodução, dia após dia. No entanto, a maior concentração se dá em frente à casa do comerciante popularmente conhecido como Sandro Baterias.

Veja vídeos!

Todavia, sabemos que a população não pode e nem deve criar muitas expectativas com relação à resolutividade por parte do Secretário de Saúde, tendo em visto que este cidadão, nada entende de saúde, posto que não possui formação acadêmica na área e nem de fato, está legalmente habilitado para exercer uma função pública de tamanha relevância!

Do contrário, demonstra estar mais focado em fazer marketing e promover a própria imagem e não poderia ser de outro modo, ser marqueteiro é o que bem lhe cabe, é a única qualificação que possui; em sendo assim, a população que se dane!

Apesar de tudo, diante da ameaça iminente, os moradores daquela rua e proximidades, pedem e esperam que providências urgentes sejam tomadas no sentido da retirada imediata dos besouros e de uma adequada dedetização que evite o seu reaparecimento, visto que todos estão amedrontados e inseguros dada a gravidade da doença mortal por eles transmitida.

Estamos de olho, Sr.  Secretário de Saúde!

Da Redação.

Notícias relacionadas