Assessor do Prefeito de Cajazeiras é acusado de furto e receptação de veículo, com processo ainda ativo no TJPB!

Por - 8 de maio de 2018 - 15:28

Assessor do Prefeito de Cajazeiras é acusado de furto e receptação de veículo, com processo ainda ativo no TJPB!

Mais uma vez o Sr. Prefeito de Cajazeiras mete os pés pelas mãos e não se utiliza de um mínimo de rigor na escolha de alguns de seus assessores de imprensa.

Informações chegadas à Redação do site Farol do Sertão, através de imagens veiculadas através de redes sociais, dão conta do passado (e ainda presente) pregresso e desabonador de um dos assessores de Zé.

Trata-se do Sr. Silvano Leite Dias, popularmente conhecido pela alcunha de “Toquinho”. O referido blogueiro, tem o seu nome incluído em um inquérito policial datado dos idos de 2007 (porém ainda em tramitação no Tribunal de Justiça da Paraíba, mais precisamente na 6ª Vara da Comarca da vizinha cidade de Sousa-PB).

No processo, conforme consta nas imagens em anexo, chegadas à esta Redação com exclusividade, o Sr. Silvano Leite (Toquinho), é indiciado em prática de delito, com enquadramento em dois artigos do Código de Processo Penal, a saber neste caso, o artigo de nº 155 (Furto Art. 155 – Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa) e no artigo nº 180 (Art. 180-A – Adquirir, receber, transportar, conduzir, ocultar, ter em depósito ou vender, com a finalidade de produção ou de comercialização, que deve saber ser produto de crime: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.

É esta a Assessoria de Imprensa da qual se utiliza a Prefeitura de Cajazeiras, numa gestão impopular e de descrédito por parte da população, uma gestão que desagrada à gregos e troianos. Uma gestão que coloca como porta-voz de suas ações, alguém com uma extensa lista de antecedentes criminais.

As imagens reforçam o que está dito na matéria, para que não se insurjam acusações de que este site produz factoides sem qualquer fundamentação!

Em suma, é esta a gestão do descompromisso, da falta de cautela e da total descredibilidade, sem qualquer critério seletivo, que se acosta à pessoas com moral nada ilibada. É a gestão dos sucessivos desmandos que agora está gerindo os caminhos do nosso município.

Da Redação.

 

Notícias relacionadas